Banner Contato

Notícias

Voltar

24/09/2015

Evasão de universítários na UNB aumenta a cada ano

Dados da Universidade de Brasília (UnB) revelam que a instituição está perdendo mais alunos por evasão a cada ano. A universidade considera como evasão o abandono do curso por: troca de curso, falta de perspectiva na área, falta de condições financeiras para permanecer na UnB e excesso de reprovações. Os maiores registros de abandono são de estudantes de física e matemática do período noturno. Já os menores, são de medicina e veterinária, com desistência próxima de zero. Só em 2013 e no ano passado, 6.377 universitários foram desligados, total de 16,9%. Já os que alcançaram o diploma somam apenas 4.022.

A universidade é pública, mas não é gratuita. Além de não terminar o curso, o prejuízo aos cofres públicos é de em média R$15 mil por aluno (em 2014). Outro ponto negativo é que o aluno que não conclui o curso acaba a oportunidade de outro candidato, embora existam políticas para preenchimento destas vagas, através de transferência facultativa. 

Se comparado com anos anteriores, o número de evasões cresceu consideravelmente. Em 2012 e 2013, 12% dos estudantes foram desligados,informa o decano de Planejamento e Orçamento, César Tibúrcio, que ressalta que cerca 60% da evasão é por baixo rendimento. "Já está sendo feito um grande esforço para reduzir a evasão: programas de assistência estudantil podem reter os alunos carentes (mais de R$ 25 milhões estão sendo gasto este ano), moradia estudantil, política de acolhimento, modificações curriculares e o próprio diagnóstico de cada curso", diz.

Somente em agosto do ano que vem a UnB terá os resultados das evasões de 2015. Para Tibúrcio, os estudantes devem pensar com cautela sobre o curso que irão escolher antes de prestar o vestibular. "A escolha do curso é fundamental. Para isto a conversa com alunos que estão fazendo o curso na UnB pode ajudar bastante. Outra possibilidade é descobrir com profissionais da área informações sobre o mercado de trabalho".

Fonte: UOL

 

Voltar